My body is a cage - Peter Gabriel

Welcome to my world ♪


Follow my blog with bloglovin ♥

Tuesday, December 28, 2010

a velha folha perdida


[peço desculpa pelo tamanho do texto, mas teve mesmo que ser..]

Hoje tive a fazer limpezas à casa, e ganhei coragem e fui ao sótão, pois era a divisão onde o lixo decidia reunir-se. Não me admira, pois é húmido e escuro. Mas não interessa. Subi as pequenas escadinhas e espreitei aquele buraco negro, tinha apenas os meus olhos ao nível do chão, e tinha medo de ver mais além, de aprofundar o horizonte daquela sala. Que medo que metia, apostava que estava cheio de aranhas imundas e mal-educadas, mas respirei fundo  e subi os 5 degraus que faltavam, olhei em volta. estava rodeada de caixas, "parece que me vão comer" disse eu.

"Mãe tem cuidado, já me disseram que elas têm dentes" - dei um salto,  e olhei para trás. 
"Não faças isso Rui!"
E então ele riu que nem doido e foi-se embora.
Resolvi espreitar o conteúdo das caixas, afinal tinha todo o tempo do mundo. Reparei que uma não pertencia à minha família, provavelmente pertencia à família anterior que habitara nesta casa. Vasculhei e logo no topo estava uma folha, que com o tempo foi amarelando,  e ao lado uma fotografia de uma rapariga, cujos cabelos eram longos e loiros. Trazia uma camisola, dos Guns 'n' Roses, ainda me lembro quando era nova e "abanava" o capacete ao som das músicas deles. Comecei a ler a folha, lá dizia:

" # 97º dia da nossa relação. Acordei, bocejei, e olhei para o corpo nu dela, e de seguida para o meu. A noite anterior tinha sido tão selvagem e sexy, como ela. Vesti os meus boxers do Mickey Mouse e fui para a cozinha, preparei o pequeno almoço, e pus numa bandeja. Voltei para o quarto. "És um querido, mimas-me de mais. Amo-te" disse ela, com uma voz ensonada. "Parabéns, minha feia". Ela lançou me um beijo e eu pus-lhe a bandeja à frente. "Que queres fazer esta tarde?" perguntei-lhe. Pegou na torrada, meteu-a na boca e levantou-se, mirei o rabo dela, como era perfeito e delicado, como uma boneca de porcelana. Ela apercebeu-se e riu-se. Tossi e disse "então". Abriu as cortinas, o sol já quente atravessou a janela  e deu ao quarto a luz mais bela e mais natural. Lá fora ouviu-se um grito de espanto e de terror, levantei-me e fui ver o que passava, Ela ria que nem doida, e outro grito se ouviu quando apareci à janela, um casal de velhinhos passava, e pelos vistos a senhora não achou muito correcto dois jovens, com os corpos mais belos e ainda novos, aparecerem à janela completamente nus, mas já agora o velho não se importou nada, ao ver o corpo da minha amada. Rimo-nos , e de novo perguntei-lhe, "então?", "quero nadar no rio, convidamos a Mafalda e o Martim", "vais nadar nua imagino", "não. Vou nadar com as vestimentas com que nasci, quer dizer sim, nua" e sorriu, e de seguida disse "vamos passear". Vestiu os jeans e a sua camisola velha dos Guns 'n' Roses, calçou as botas. "Não te vestes?", "desculpa sim? Estava a olhar para ti, foi só por isso", olhei em volta, vesti uma t-shirt, uns jeans e os meus all stars pretos, que me acompanhavam para todo o lado. Ela deu-me o braço, e fomos para a porta. O sol lá fora aquecera ainda mais, "ainda bem que não vesti cuecas , certo?" e riu-se. Olhei-a e disse "só..."
A folha estava rasgada, não dava para ler mais, vi se no verso dizia mais alguma coisa. vazio. Olhei para o vazio, levantei-me e abri a pequena janela do sótão, o sol brilhava e aquecia a divisão tal como na folha de papel. "Rui!" gritei eu, "diz mãezinha", "é sábado, e não tens aulas, queres ir passear?", "mas tenho tpc's...", "fazes à tarde", "vamos então", dei-lhe o braço, e fomos para a porta, o sol lá fora aquecera ainda mais..



música escolhida por um amigo meu, pois fiz o post a pensar nele, haha :)

[completamente inventado. ainda não sou mãe, óbvio]

29 comments:

PauloSilva said...

Podias ter escrito o texto como uma adolescente em vez de mãe, sempre dava outro realismo mas assim é diferente e eu gostei.

Quanto à carta: o rapaz parecia amar imensamente a namorada, notou-se felicidade pelas tuas incríveis descrições. Fizeste-me sorrir ao imaginar tudo tal como descrito.

Adorei o detalhe dos all stars que o acompanham para todo o lado.

Bem, muito obrigado pelo comentário. Este post está mesmo lindo! Adorei! :)

ana moura said...

adorei princesa, adorei e o rapaz da carta, estava mesmo apaixonado pela amada!
adorei mesmo :)

RuteRita said...

desculpa ?

RuteRita said...

ah. muito obrigada (:
adorei

Lara said...

adorei..

Bianca Pessoa said...

mesmo :$
gostei muito ♥

simple writer said...

tambem cheguei a encontrar algumas cartas dos meus pais, quando o meu pai estava na tropa :D

Miss C's said...

Está lindo princesa.
Eu gosto tanto quando escreves esses textos grandes.
Este não tem aquele final trágico do ''The coffe story''.

joana ♥ said...

oh, obrigada pelas tuas palavras fofinha, eu também espero que isto passe e que corra tudo bem ♥

Miss C's said...

Gosto mesmo muito ;)
Eu sei princesa.
Um dia continuas esta historia. Ate dava um livro se a desenvolvesses (a'

Obrigada Adriana

vii fernandes said...

ó que bonito ? *.*
tenho que ter calma com o quê ? |:

vii fernandes said...

ó querida , eu já ando tão farta de ter calma s: isto parece um ciclo vicioso e não há meio de sair |:

vii fernandes said...

ó querida , eu já ando tão farta de ter calma s: isto parece um ciclo vicioso e não há meio de sair |:

Daniela Tavares said...

Sinceramente, e como conheço o teu blog à pouco mesmo, já estava a ver que eras mesmo mãe. Depois li o final, e deitas-te a baixo estas convicções.
O mais difícil foi ver que todo o texto é fictício, e está tão bonito. Aquele sentimento puro da carta, todas as acções, o amor inscrito!
Está muito, muito bom.
Parabéns. :)

PauloSilva said...

Ainda bem que gostaste dos comentários :)

Beijinho *

Patrícia said...

Inventado ou não, está muito bom :$
adorei o teu blog !

Joana Castro. said...

Ohh muito obrigada, mesmo! E este post está um máximo, juro! E mais uma vez: OBRIGADA! :'$

Joana Castro. said...

Ahah. :') Vocês são umas queridas! E claro que gostei do post, está mesmo, mesmo um máximo, espectacular!

Patrícia said...

ahah podes crer :$ gozam gozam, mas se for preciso ainda fazem pior :p

ohh, gostei mesmo (:

Diana said...

esta lindo mesmo

Bianca Pessoa said...

oh ♥

Bianca Pessoa said...
This comment has been removed by the author.
vii fernandes said...

obrigada minha lindaaaa <3

NiSousa said...

Adorei o post querida, está lindo. A carta do rapaz está tão fantástica que fiquei super curiosa acerca da forma como acabaria +.+

Parabéns, está genial

Miss C's said...

Obrigada. Nada que se compare ao teu.

Miss C's said...

Vais dizer que o meu está melhor? -.-'

Miss C's said...

Cada um com o seu estilo :d

Estou-me sempre a lamentar nos meus.

Miss C's said...

ahah okay obrigada linda

NiSousa said...

Ás vezes é bom dar-lhe essa liberdade sem pensar nas possiveis consequências (: